Sobre casamento homossexual e cristianismo

Primeiro quero deixar claro que estou falando do casamento civil entre duas pessoas nascidas com o mesmo sexo. Não estou me referindo a obrigatoriedade de igrejas realizarem casamento religioso homossexual.

Eu sou a favor da regulamentação do casamento civil homoafetivo. Principalmente porque não consigo ver base bíblica pra ser contra, e creio que no fato de estar apoiando essa causa eu estou mais perto de “amar a Deus acima de todas as coisas, e ao meu proximo como a mim mesmo”.

Eu sei que a vida não é tão simples, mas amor ao proximo não pode ser mais simples?
Eu sei que a vida não é tão simples, mas amor ao proximo não pode ser mais simples?

Mas como assim Max tu é a favor de algo anti-biblico? Não. A pratica de homossexualidades é um pecado aos olhos de Deus, e dentro do cristianismo essa pratica é condenável. O fato de ser condenável dentro da minha religião não me dá direito de negar um direito civil a outra pessoa. É fácil, eu quero que todos tenham os mesmos direitos que eu tenho.

Torch Song Trilogy, o filme citado por LZ Granderson no TEDx Talk.
Torch Song Trilogy, o filme citado por LZ Granderson no TEDx Talk.

Nós (e eu me incluo nisso tudo) estamos acostumados a dizer que a “Agenda Gay” vai destruir a civilização e deve ser combatida. Se tu quer saber o que tem nessa “Agenda Gay” assista o video abaixo.

Na real, a gente tem duas opções:

1) Abraçar a “nossa visão religiosa” perpetuando preconceito, injustiça e desrespeito; e chamar isso de amor.

2) Abraçar o discurso do Martin Luther King Jr., tentando levar respeito, justiça e liberdade pra todos. E poder realmente alcançar outras pessoas com “o amor de Cristo”.

No fundo eu não entendo nós (cristãos, cisgenero, heterossexuais) impomos um estilo de vida sobre os que são diferentes; e usamos como discurso de “defesa” que eles vão impor o estilo de vida deles sobre nós. Por que um pode e outro não?

Por que nós defendemos o semelhante e atacamos o diferente?
Por que nós defendemos o semelhante e atacamos o diferente?

E você, o que pensa sobre?

See ya!
See ya!

Published by

Max

Responsável por essa bagaça, aquele que teve a ideia de que ter um blog seria legal. Escreve sobre o que vem na cabeça, as vezes sobre o que sobressai nas redes sociais também.