Como video-games podem ajudar a combater transfobia

O jogo multiplayer online Rust liberou um update recentemente, onde o gênero do personagem foi designado aleatoriamente. E não é possível voltar ou mudar o gênero do personagem, ao menos não ainda. Isso deixou vários usuários revoltados com o jogo, mas o designer Garry Newman deixou claro que não está disposto a voltar atras. Segundo seu blog, ele entende o problema e lembra que quase metade da população também não se identifica com o gênero biológico. Continue reading Como video-games podem ajudar a combater transfobia

Cristandade e Cultura Pop

É impressionante como falta discutir cultura pop dentro da cristandade. Pra quem acompanha o blog a mais tempo sabe que eu não sou muito fã de cinema, dito, cristão; e toda vez que vamos escolher um filme pra assistir com a galera da igreja é o mesmo corre-corre atrás de um filme “com principios”. Continue reading Cristandade e Cultura Pop

O Homem no Castelo Alto, a serie que vai mudar como fazer series.

The Man in the High Castle tem um argumento bem simples: o que aconteceria se a Alemanha tivesse ganho a Segunda Grande Guerra. Bastante simples, até. Mas a execução é impecável.

Seguimos a historia de dois personagens, Joe Blacke e Juliana Crain.

A divisão dos Estados Unidos após perderam a WWII
A divisão dos Estados Unidos após perderam a WWII

Juliana mora do lado que os japoneses dominaram dos Estados Unidos, os Estados Pacíficos da America, que é boa parte da Costa Oeste americana. Sua irmã é ligada a rebeldes americanos que querem o filme (nos livros é um livro) chamado “The Grasshopper Lies Heavy” (Grasshopper, gafanhoto,  era a forma como os soldados americanos se referiam entre si, devido ao uniforme verde) que traz noticias de um universo paralelo onde os americanos ganharam a Guerra. Esse filme subversivo serve para trazer esperança e ideologia para a resistência.

A Times Square nazista
A Times Square nazista

Joe mora no lado dos Estados Unidos que é dominado pelos alemães, chamado de O Grande Nazi Reich (The Great Nazi Reich) e onde nazistas tomaram conta de  toda a Costa Leste. Joe também tem contato com o filme subversivo, e tenta levar até o Homem do Castelo Alto; que suposta fabrica essas historias do universo paralelo.

Do lado esquerdo o filme da series, e do lado direito o livro do livro.
Do lado esquerdo o filme da series, e do lado direito o livro do livro.

Ambos se encontram, ainda no primeiro episódio, em uma área neutra onde supostamente o Homem do Castelo Alto vive.

E esse é a sinopse para uma das series que mais tem ocupado meu tempo nos últimos dias. Daquelas que qualquer olhada pra longe da tela é perdida referencias ao universo paralelo onde ocorre. Espero que curtam ela também, e possamos discutir algumas teorias no futuro próximo.

See ya!
See ya!

Como comemorar o Carnaval em Curitiba (ou o dia que eu andei entre os mortos vivos)

Como acontece todo ano, esse ano rolou a Zombie Walk Curitiba. É bem simples, como o carnaval não faz nenhum sucesso em Curitiba; um bando de nerds se veste de zombies (ou algo parecido) e anda 4 quilômetros no centro da cidade. Todo ano eu ficava naquele de ir ou não ir, e acabava não indo. Esse ano fui, e levei a câmera pra clicar ela por lá. Vejam abaixo algumas das fotos (e das fantasias) do evento de 2016: Continue reading Como comemorar o Carnaval em Curitiba (ou o dia que eu andei entre os mortos vivos)

Sobre Amanda Palmer e Patreon

É impressionante como no fim desse intercâmbio ideias de projetos novos tem surgido na minha cabeça, ou projetos que já existem e eu quero de alguma forma fazer parte. E como bom aluno de Design, quando eu to assim tô assim sem ideia do que fazer e falta um pouco de coragem em tomar alguns riscos acabo parando assistindo vários TED Talks como se alguém ali tivesse a resposta pra todos os meus problemas; e é impressionante que nunca ninguém tem. Mas eu assisti o TED da Amanda Palmer sobre A Arte de Pedir. Fazem quase 3 anos que esse Talk aconteceu, mas é impressionante as repercussões de coisas que começaram ali e hoje são extremamente presentes na minha vida internetica.

Make Continue reading Sobre Amanda Palmer e Patreon