Vamos conversar sobre defraudação?

Esses dias uma amiga, chamemos ela de V., veio falar comigo que estava triste. Triste porque alguém de confiança, e parte dos amigos mais queridos dela, falou para ela que sua forma de vestir estava levando ele e a outros homens a pecar. Isso no meio cristão (porque todo mundo sabe que crente fala uma lingua diferente do português) é chamado de Defraudação. O que em suma quer dizer causar o desejo em alguém que não será suprido.

Agora pulemos pra outra situação. Uma outra amiga, chamemos de M., se sentia mal usando camisetas “normais”. Então, em todo o período em que convivemos mais próximo, só vi ela usando algo que não tivesse decotes quando era obrigada (uniformes e etc.). Vários amigos (homens) sempre me disseram o quanto se sentiam atraídos por ela por causa disso. E ela, também, foi recriminada varias vezes por isso.

Todas as feministas de plantão tão com o alarme soando agora! Não, não existe nenhuma base genuinamente bíblica para tal ato. Sim, essa atitude de recriminação foi de puro machismo. Machismo por colocar na mulher a culpa do pecado do homem. Afinal de contas “eu […] vos digo que qualquer que olhar para uma mulher com intenção impura […] já cometeu adultério com ela.” Então em momento algum nem V. nem M. pecaram em se vestir de forma confortável.

Eu acho que essa é a minha carta aberta de Pedido de Perdão: Se alguma vez eu te recriminei porque sua vestimenta estava “defraudando” outras pessoas, eu errei. Você tem direito de se vestir como quiser. E eu, pessoalmente, respeitarei tal decisão entendendo que qualquer pensamento malicioso é culpa minha e não sua.

 

 

Published by

Max

Responsável por essa bagaça, aquele que teve a ideia de que ter um blog seria legal. Escreve sobre o que vem na cabeça, as vezes sobre o que sobressai nas redes sociais também.