E a invisibilidade social?

Esses dias fui assistir um filme com os amigos, naqueles cinemas de condomínio, regado a refrigerantes e M&M´s. Tipica programação burguesa. Apenas um grande porém, a programação não tinha o intuito de entreter-nos, senão de levar a um debate sobre “O que é o Cristianismo?”. E não, o filme não era “Gospel”. Fomos ver o “Ônibus 174“, documentário do José Padilha, e percursor do “Tropa de Elite”. Mas o que teria sobre Cristianismo num filme sobre um sequestro ocorrido a 13 anos?

0-cSAtrSa2_ntPotEC

Para quem ainda não assistiu esse filme, ele retrata tanto o evento do sequestro, quanto a vida do Sandro, o sequestrador. E refaz toda a vida dele, com informações da assistente social e de “amigos” dele. Mostrando como ele foi um sobrevivente. Sobrevivente do assassinato da mãe, da chacina da Candelária, dos vários internamentos nas FEBEM´s cariocas, dos encarceramentos quando adulto. Por fim como ele acabou nesse ciclo de violência sequestrando onze pessoas, por quatro horas e meia, e com todo o Brasil o assistindo. Fazendo esse apanhado da vida do Sandro, o Padilha nos faz quase querer que ele saia vivo. Porque ele é a grande vitima ali no meio, e daquele meio.

Enquanto assistia esse filme lembrava repetidamente do texto de Mateus 25:31-46, que na paráfrase da Bíblia Freestyle diz: “Quando eu voltar, não mais na forma de servo, mas de Senhor, os anjos irão vir comigo. E eles vão separar os bons dos maus […] E aos bons, eu vou receber de braços abertos. […] Sabe o que os bons fizeram? Cuidaram das outras pessoas como se estivessem fazendo algo para mim mesmo. Sofreram as dores de quem sofre, cuidaram dos doentes alheios, dividiram a comida com quem tem menos e visitaram os presos.” Quando pensava nesse texto, também pensava em como ninguém fez isso pelo Sandro.

E o questionamento posterior, na roda de amigos, foi “E o que EU to fazendo? E os Sandros por quem EU passo diariamente?”. Tendo em vista a grande quantidade de Sandros existentes nas nossas cidades qual a sua resposta, sim você que diz seguir a Cristo, a essa situação?

Via

Published by

Max

Responsável por essa bagaça, aquele que teve a ideia de que ter um blog seria legal. Escreve sobre o que vem na cabeça, as vezes sobre o que sobressai nas redes sociais também.