Por que ebooks?

Pra quem me segue nas redes sociais sabe de como eu sou aficionado por leitura. Nesse momento devo estar com uns 4 livros sendo lidos ao mesmo tempo, tentando dar a mesma atenção para todos eles. Sendo 3 deles copias digitais. E isso atrapalha a experiência, ou faz com que eu seja contra uso de copias físicas?

Será que e Books vão acabar com os livros físicos?
Será que e Books vão acabar com os livros físicos?

Desde o primeiro Kindle (um K3, com teclado), tive um Kobo Mini e voltei pro Kindle (um PaperWhite da primeira geração). Não sei dizer se for coincidência, mas to comprando muito mais copias físicas depois de ter entrado nesse mundo. Mas dificilmente compro um livro sem ter lido a copia digital antes, exceto quando não existe copia digital, claro. Saber que aquele livro fisico (que sim ainda é caro no Brasil) e deixar na minha estante só foi parar ali porque foi uma experiência fascinante ter lido ele. É como, nesse mundo de Spotify, fazer questão de comprar um disco. É mais do só pra ter acesso aquele conteúdo, mas também por querer que outras pessoas vejam que se tem dado gosto musical, ou literário no caso.

Esse é o espaço que 100 (ou mais) livros meus ocupam na minha mochila.
Esse é o espaço que 100 (ou mais) livros meus ocupam na minha mochila.

Algumas pessoas tem comparado livros digitais, ou mídias digitais como um todo, com a pornografia online; e o livro fisico com estar com uma mulher real.  Eu acredito que tal comparação não só é machista, como está esquecendo que mais é mais importante para a leitura a imaginação do leitro (falando aqui de romances e ficções) do que no formato em que o conteúdo se apresenta. Se o leitor não entende um termo num livro fisico ele se vê obrigado a parar o fluxo de leitura, pegar um outro livro que mostre o significado do termo, e tentar retomar o fluxo. Todos os leitores digitais (Kindle, Kobo, Barnes and Noble) trazem a opção de simplesmente se clicar na tela para que se apresente o significa ou a tradução do termo; sem matar o fluxo.

Usando dicionário, sem precisar sair do livro. Já imaginou aprender a ler com isso?
Usando dicionário, sem precisar sair do livro. Já imaginou aprender a ler com isso?

Dito isso, passamos a outro problema. Por que simplesmente não usar um tablet, que tem muitas mais funções, ao invés de um e-reader? Duas respostas top of mind: 1 fluxo de leitura e muita distração; 2 e-readers com e-ink copiam digitalmente o “feeling” do papel. Tablets vão apitar, dizendo que alguém escreveu algo no Facebook, outro alguém quer falar com você no Skype; além de comprovadamente danificarem a sua qualidade de sono. E-readers copiam a forma como o seu olho se sente quando você está lendo um livro fisico, e ao invés de ficar projetando luz direto na sua pupila eles refletem a luz ambiente e/ou uma luz que inside sobre a tela reflexiva. Além de claro, a bateria de aparelhos e-ink durarem semanas com uso continuo.

Essa sempre vai ser minha reação quando vejo os preços de ebooks e e-readers na patria mãe gentil.
Essa sempre vai ser minha reação quando vejo os preços de ebooks e e-readers na patria mãe gentil.

Embora o nosso querido país esteja engatinhando na questão da venda de ebooks a um preço justo, vários autores já tem colocado seus livros a venda nas lojas online por menos da metade do preço da copia física. O sonho é quando as grandes editoras também vão fazer isso, afinal o gasto real com o “estoque” das copias digitais é virtualmente inexistente. Digamos que eu tenha 10 copias físicas de um certo livro, elas vão ocupar um espaço de estoque até que sejam vendidas, e é possível antever esse custo e repassa-lo ao consumidor, e o custo vai ser diferente de 10 ou de 1000 copias. Com copias digitais 10 ou 1000 copias vão ocupar o mesmo espaço, quanto mais eu vendo um livro mais eu economizo de estoque, e seria interessante repassar essa economia para o consumidor.

Dito isso, eu vou ali voltar aos meus livros. Se tiverem alguma duvida ou experiência com e Readers comentem aqui em baixo, e sigamos essa discussão por ali, ok?

Até um proximo texto, não esqueça de voltar aqui de vez em quando!
Até um proximo texto, não esqueça de voltar aqui de vez em quando!

Published by

Max

Responsável por essa bagaça, aquele que teve a ideia de que ter um blog seria legal. Escreve sobre o que vem na cabeça, as vezes sobre o que sobressai nas redes sociais também.