Ser introvertido é estranho

As pessoas costumam não acreditar quando digo que sou introvertido, porque embora introvertido eu converso/relaciono bastante.

Hoje foi a prova definitiva que eu não me sinto bem com o holofote jogado na minha cara. Sabe “stage freeze”? Foi isso que aconteceu.

Estávamos eu e mais dois amigos naquele clássico “preciso ir embora, mas o papo ta ótimo” no meio do pátio da faculdade. Um grupo de pessoas nos aborda, com intuito de emprestar a carteirinha pra poder comprar R.U. já que um deles não tem ou não estava com sua carteirinha. Uma das pessoas me reconheceu do Facebook (ambos já trabalhamos pra mesma fotografa aqui em Curitiba) e foi bastante efusiva em colocar que me conhecia. Não vejo nada de errado na forma ou no que ela fez, mas pra mim me assustou; e muito. Qualquer um que já tenha assistido meus videos sabe que eu sou, naturalmente, avermelhado. Mas segundo os presentes eu fiquei rubro. Vermelho na cara, congelado, olhando pro horizonte por uns 20 segundos.  Essa foi a única reação que consegui esboçar.

Fazia muito tempo que eu não me sentia assim, talvez porque eu evito ao máximo me colocar em situações assim (e quando me coloco tenho como me preparar para tal). E isso pra mim é um lembrete claro que eu gosto das coisas, dentro do possível, com algum controle ou com alguma lógica de como vai funcionar.

Published by

Max

Responsável por essa bagaça, aquele que teve a ideia de que ter um blog seria legal. Escreve sobre o que vem na cabeça, as vezes sobre o que sobressai nas redes sociais também.