Vamos falar sobre intolerancia?

Todos fomos macacos, todos fomos Charlie Hebdo, todos somos contra o preconceito, todos somos contra a intolerância. Será?

Intolerancia?
Intolerancia?

Por causa do acontecimento com o Charlie Hebdo eu voltei a pesquisar sobre intolerancia e pensar mais seriamente sobre essa palavra estranha. E a única conclusão que tenho chegado é somos todos intolerantes, principalmente quando nos colocamos contra a intolerância na internet.

Porque eu que sou cristão, branco, hetero, cis, etcetera sou opressor. Pra quem é de uma minoria eu vou ser considerado opressor e intolerante.  E eu sei que sou, eu sei que quando eu vejo pra um casal gay se pegando eu acho estranho. Eu não vou zoar eles, não vou bater em ninguém (até porque eu tenho certeza que apanharia) mas vou olhar torto. Pra mim o ato deles é errado. Isso é intolerância?

Quando eu vejo a pessoa postando contra a intolerância e sendo intolerante segundos depois.
Quando eu vejo a pessoa postando contra a intolerância e sendo intolerante segundos depois.

Sobre a questão do jornal francês vi muita gente usando o classico “mas o Charlie zuava todo mundo”. Não. Eles demitiram o cartunista Maurice Sinet por anti semitismo. Sim, ele fez charges zuando os judeus. Mesmo nível de critica que foram feitas com outras religiões e etnias, mas a Lei Francesa protege os judeus de qualquer forma de anti semitismo. Essa lei não dá margem pra intolerância?

Vai dizer que não fazemos isso?
Vai dizer que não fazemos isso?

O que pra mim mais tem me irritado com a galerinha que usou capas do facebook de “Je Suis Charlie”, que era a favor da liberdade de expressão ta esquecendo de por em pratica. São religiosos falando miséria sobre outras religiões e sobre ateus, são ateus chamando religiosos de irracionais, são evolucionistas chamando criacionistas de idiotas. Até três semanas atras todos éramos contra qualquer tipo de pratica da intolerância, agora todos somos propagadores da mesma.

Good Bye!
Good Bye!

Published by

Max

Responsável por essa bagaça, aquele que teve a ideia de que ter um blog seria legal. Escreve sobre o que vem na cabeça, as vezes sobre o que sobressai nas redes sociais também.